VESTIDO VERMELHO_02

Vestido Vermelho

O meu vestido vermelho

Amigas, ouçam o que vos digo. Já neste blog se disse que “Com um simples vestido preto nunca me comprometo” mas, e com um simples vestido vermelho?

Pois é, eu tenho um simples vestido vermelho e vocês se não têm, comprem, vão por mim, que sei bem do que falo.

A D. Dete lá me convenceu, mandou-me vesti-lo, e eu sabia que depois disso já não poderia voltar atrás, é que a D. Dete nunca falha, quando diz que determinada peça é a nossa cara é porque é mesmo.

O meu vestido vermelho tem um corte discreto, embora ligeiramente curto, um decote pouco revelador, acompanha a silhueta sem a evidenciar (em demasia), e, muito importante, tapa os ombros, essa parte do corpo que a tantos ofende deste lado do mundo (lembram-se? Sim, ainda estou por cá). As pernas podem mostrar-se à vontade, mas os ombros… ai, ai, ai, os ombros…

Portanto, porquê tanto alarido?

A resposta, minhas amigas, está na cor. O vestido é VERMELHO.

E vermelho é a cor do “stop”, o vermelho para tudo, e não é que para mesmo?!

Como vos disse, o vestido tapa os ombros, por isso podemos usá-lo sem casaco, nem bolero ou tapa ombros, aquelas peças tanto irritantes quanto necessárias para conferir ao look “o tal ar” sério, distante, frio e formal. Por isso, na minha inocente ingenuidade vesti-o, como se de uma banal indumentária se tratasse e pavoneei-me escada acima escada abaixo lá no escritório.

Caras amigas, não queiram saber o que me aconteceu. Todos  os  olhares se concentravam no meu 1,20 m de tecido, mais do que o habitual. Sim, que eu sou uma rapariga jeitosa, habituada aos olhares indiscretos e atenta aos discretos.

Agora, um conselho de amiga, muito cuidado ao vesti-lo, o red fala por si e, no meu caso, falou demais.

SS in Red

Classificar

Etiquetas:



'Vestido Vermelho' sem comentários

Escreva um primeiro comentário!


Quer deixar o seu comentário?

O seu email não será publicado.


Para mais informação contacte para o email cristina@vaidadesempreconceito.com