Beleza Feminina_05_900x600

Porque temos borbulhas

Porque temos borbulhas

Inseri o post de hoje na categoria “beleza”, mas, poderia ter escolhido a das “coisas que me irritam”, porque não haverá coisa que mais me irrite, no que à beleza diz respeito, do que ver a minha rica pele invadida por alguma borbulha atrevida.

Por sorte, sim acho que é pura sorte, não sou muito dada a borbulhas e passo longas temporadas sem ser atacada por nenhuma. Mas, como ele há coisas que fogem ao nosso controlo e à nossa vontade, de vez em quando lá surge alguma para perturbar o sistema.

O problema das borbulhas é que, independentemente do rosto que escolham atacar, estão sempre associadas a uma vontade inexplicável de serem tocadas, mexidas e muitas vezes até escarafunchadas, o que inevitavelmente piora o quadro e é um mimo para as bactérias.

Mas, porque temos borbulhas? Porque será que muito boa gente, mesmo quem já passou a adolescência há séculos, tem borbulhas? E reparem que pode acontecer a qualquer um, homem ou mulher, comum mortal, ou estrela de revistas.

A explicação, apesar de técnica é muito simples de entender: as borbulhas surgem quando as glândulas sebáceas não conseguem eliminar o excesso de sebo que segregam, em virtude de os poros estarem obstruídos com células mortas.

Mas, o que efetivamente faz a borbulha crescer para o nível que nos incomoda, transformando-a numa horrível borbulhona vermelha são as bactérias que se desenvolvem devido ao excesso de sebo. A pele fica infetada e nasce a borbulha.

E é quando nos apercebemos que se de trata de um facto consumado e vamos ao espelho enfrentá-la e olhá-la olhos nos olhos, que podemos testar a nossa paciência e tolerância para com estas imperfeições.

É verdade que não há borbulha que possa ser chamada de verdadeira borbulha, que não seja uma provocadora e que não se ria a bandeiras despregadas quando damos de cara com ela pela manhã. Mas, fiéis leitores, é a nossa atitude perante esta provocação que ditará o tempo de vida da invasora.

Há quem:

  • A ignore e faça o ritual de beleza habitual, que pode ou não incluir maquilhagem;
  • Não a ignore e aplique maquilhagem (ou mais maquilhagem, para quem já se maquilha diariamente) para a disfarçar, ou minimizar o estrago;
  • Ponha os polegares em riste e a esprema até que as unhas se unam e só para quando se sentir aliviado por retirar aquele peso de cima.

Ora bem, compreendo perfeitamente que teoricamente possa existir uma sensação de alívio quando nos vemos livres daquela imperfeição temporária. Porém, geralmente, este ato tempestuoso provoca um dano mais grave na pele, do que a própria borbulha, que tardará muito mais a desaparecer, podendo deixar marcas ou cicatrizes.

Portanto, claro está que o meu conselho é que não se mexa na borbulha.

O que deve fazer-se:

– Pela manhã, o ideal será fazer o tratamento habitual e seguir viagem, (podendo disfarçar-se a borbulha com maquilhagem);

– Durante o dia devem evitar ao máximo os espelhos e todas as superfícies que permitam ver o vosso reflexo. Pode parecer um conselho vazio de conteúdo, mas não é de todo. “Longe da vista, longe do coração”. Se não a virmos é mais fácil resistir a tocar-lhe;

Por outro lado, devemos lembrar-nos que não estamos sós neste combate. Há sempre alguém com uma ou outra borbulha;

– E é à noite, após a limpeza da pele e da hidratação, que se deve atacar a borbulha com produtos específicos para o efeito.

É evidente que quando se trata de acne, o tratamento não é assim tão básico, nem deve ser encarado de forma tão leve. A acne, dependendo da gravidade, deve ser acompanhada por um médico, que melhor poderá indicar o tratamento adequado. Pois, é importante frisar, que a acne pode durar anos e deixar cicatrizes e é uma das causas responsáveis pelo isolamento social e até, atrevo-me a dizê-lo, sem confirmar junto da nossa psicóloga, que será uma das causas das depressões na adolescência.

Mas, como o tema de hoje visava apenas aquelas borbulhas atrevidas que, de vez em quando aparecem para tentarem estragar o nosso dia, não vamos aprofundar, por ora, o tema acne, que poderá ser explorado num outro post.

Para terminar, vou deixar umas dicas que ajudam a minimizar o surgimento de borbulhas:

  • Vou atribuir o primeiro lugar à alimentação. O cuidado com a alimentação não é apenas importante para regularmos o peso e termos uma melhor qualidade de vida, mas também para melhorarmos o aspeto da pele, cabelo e unhas. Assim sendo, devemos evitar a ingestão de gorduras e açúcares;
  • Em segundo lugar, a limpeza da pele. Já aqui no blog se falou deste tema, mas, não é demais lembrar que a pele deve ser limpa diariamente, não só para remover a maquilhagem, mas para tirar todas as impurezas que se acumulam no rosto durante o dia e ainda para promover a renovação celular;
  • Em terceiro lugar e no seguimento do que tantas vezes já vos disse, deve cuidar-se da pele diariamente, desde a limpeza, passando pelo tónico e não esquecendo nunca a hidratação;
  • Quanto ao tipo de produtos, deve ter-se em conta a qualidade dos mesmos; utilizar o produto específico para cada tratamento e que seja adequado ao tipo de pele;
  • Em quinto lugar, aconselho a que se faça, no mínimo, uma esfoliação por semana para remover impurezas e células mortas;
  • Em sexto lugar, mas muito importante: a maquilhagem. Nada temam. A maquilhagem não provoca borbulhas e inclusivamente protege a pele. A questão é que também a maquilhagem deve ser adequada ao tipo de pele e em muitos casos deve optar-se por fórmulas oil-free. Além disso, como é evidente, a maquilhagem tem obrigatoriamente que ser removida à noite, como tão bem já vos expliquei;
  • Por fim, se apesar de todos estes cuidados surgem borbulhas ou outras imperfeições que não consegue tratar sozinho, o melhor será consultar um dermatologista que fará uma avaliação e indicará o tratamento indicado para o seu problema.

Até à próxima.

 

 

 

 

Classificar

Etiquetas:



'Porque temos borbulhas' tem 2 comentários

  1. 18 Novembro, 2015 @ 23:18 Bernardete

    E o que mais admiro em ti é o teu sentido criativo doseado de um bom humor,dando uma vida bem divertida a coisas tão banais ! Beijinhos.

    Responder


Quer deixar uma resposta a Cristina dos Santos

O seu email não será publicado.


Para mais informação contacte para o email cristina@vaidadesempreconceito.com